terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

BRINCALHÕES...

Não disseram mais nada...

do outro lado, nem um murmurio...


Já passaram horas,

já bateram pelo menos três pessoas,

aflitas...senti.


Espero, eu e a mosca,

já lhe perguntei se conheceu O'Neal...

nem a virilha... parece-me inocente.


… deve ser o recanto dos indefinidos...

escuta... parece que soam trombetas...

enfim alguém para me salvar!


Passaram meses... e à mosca

não lhe apetece falar...

está de volta de um pedaço de pão

há dias...


… por fim alguém que fala...


  • Aqui está um e uma mosca... para cima?!... ou para o fogo?!

  • Não!... voltam os dois para baixo!... só para chatear!

  • Espera, mas troca-lhes as identidades!

  • O circo tem de continuar...


Sem comentários:

Enviar um comentário